segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Dia de Todos os Santos e Halloween, qual a relação?

Na evangelização dos celtas (Gálatas), pelos séculos VIII-IV da era cristã, os cristãos constataram que a festa do dia de Samhain, bem como outras festas pagãs, estava profundamente enraizada na vida desse povo. A estratégia da Igreja desde então, foi substituir a festa pagã por uma festa cristã na mesma época. Sendo assim, em 737, o papa Gregório III escolheu a data 1° de novembro para celebrar a festa da consagração de uma capela da basílica de São Pedro (Roma) em honra de Todos os Santos.
Em 834, o papa Gregório IV estendeu a festa a toda a Igreja.
Em 908, Odilon, abade do mosteiro de Cluny, na França, começou a celebrar no dia 2° de novembro a reza a favor do descanso das almas no Purgatório, o que também mais tarde foi estendido aos demais cristãos por outros papas, iniciando- se assim o que conhecemos como Dia de Finados.
Desta maneira procurava- se "cristanizar" a celebração vinda dos espíritos dos mortos praticadas pelos druídas. Portanto, as comemorações católicas romanas dos dias 1° e 2° de novembro surgiram para combater a festa de Samhain, que originou o Halloween.
Na Inglaterra, o dia 1° de novembro passou a ser designado por All- Hallows (ou All- Hallowmas) que quer dizer "Todos os Santos"; e a noite anterior, noite de 31° de outubro, passou a ser chamada de All- Hallowns- Eve, isto é, "Véspera de Todos os Santos", de onde vem a palavra Halloween. Esse período era celebrado de maneira muito similar ao Samhain, com grandes fogueiras, desfile de fantasias de santos, anjos e demônios. O oferecer de alimentos aos mortos foi substituído pelo hábito de os pobres pedirem comida às famílias. Esta lhe davam um bolo (chamado de Soul Cakes, Bolos das Almas) como 'gratificação' pelos pobres rezarem pelas almas dos defuntos das famílias.
De tão ligadas estavam as três festas, foram designadas com um nome: HALLOWMAS.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

FLASH BACK - Steve Jobs: Informática em luto


Steve Jobs nasceu em San Francisco, filho biológico de Joanne Simpson e do imigrante Abdulfattah John Jandali. Adotado por Paul e Clara Hagopian Jobs, pois os pais biológicos não tinham condições de 'bancar' os estudos. Ao completar 17 anos Steve ingressou na faculdade Reed College em Portland, Oregon e após 6 meses 'foi obrigado' a abandonar a universidade por seu alto custo.
No final da década de 1970, juntamente com Steve Wozniak e Mike Makkula, Steve fundou a Apple Computer (1976), desenvolveu e comercializou uma das primeiras linhas do computador pessoal (nosso querido PC) da série Apple II.
No início da década de 1980 foi lançado o Macintosh, o primeiro e único computador geral com recursos de desenho, tipografia e uma interface gráfica abundante!
O lançamento do computador foi feito com grande estardalhaço através de uma campanha publicitária exibida nos intervalos da Super Bowl. Este comercial foi emblemático pela sua criatividade demonstrando certa ‘rixa’ entre Apple e IBM.
Em 1985 Steve Jobs foi obrigado à deixar a Apple e fundou outra empresa de computadores, a NeXT. Em 1986 comprou a Pixar da LucasFilm.
Retornando em 1996 encontrando a empresa um uma situação financeira frágil e a ponto de fechar. Com o passar dos anos a Apple foi readquirindo as ações que havia perdido, o que evitou a falência.

Depois dos sucessos de venda dos primeiros iMac surgiu uma nova revolução: refazer o famoso Mac OS, criando uma nova e poderosa plataforma que une o 'poder' e a estabilidade do sistema Unix com a praticidade e elegância do tradicional Mac. 
Em 2000 foi lançado o Mac OS X.
E o tempo passou... Em 2004 Steve descobriu que tinha uma forma rara de câncer no pâncreas.
Há 2 anos fez um transplante de fígado.
Em suas raras aparições neste ano ele apareceu mais magro que o normal.
Em agosto renunciou a presidência da Apple indicando Tim Cook para o cargo. Faleceu hoje, quarta- feira, com 56 anos deixando um maravilhoso e imenso legado à humanidade.

Spock Quote of the Day